Poema Lenha

Sou a lenha
És o fogo,
para me abrasar toda, todinha,
em minha plenitude de amor!

Sou um fanal,
na tua vida,
e quero sê-lo sempre.
E, cada segundo
que aparecer uma estrela
estarei lá,
para te queimar
te abrasar,
com o meu amor de
lenha!

Lenha, para te amar, te devorar
como macho perdido,
na minha cama,
em que te espero avidamente,
para me entregar toda,
todos os meus poros,
toda a minha vontade de
te pertencer,como um
fogo eterno, sem queimar
mas abrasador de tanto amor
que fico a pensar;
És minha fogueira,
sou tua lenha.
Quero me arder contigo
agora, sem mais nada esperar.
Vem, já esperei minha vida inteira
o tempo é pouco
a vida é curta
e o nosso amor não pode acabar,
mesmo sendo lenha,
não restarão cinzas,
só fogo, doce fogo de dois
corpos abrasados
para o resto de meus dias.
Vem, vem, vem, Amor!
Vamos fazer lenha,
Vamos amar!

Eda Carneiro da Rocha

 

....

 

 
CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Art Design : Formatadora de Sonhos